login


Cadastre-se aqui
senha
 

Esqueceu sua senha?

Home
Controle de qualidade
Curriculum do diretor
Publicações científicas
Artigos
Genetika na mídia
Localização
Contato
Exames oferecidos
Solicitação de exames
Planos de Saúde
Aconselhamento
Teste de Paternidade
Banco de DNA
Pesquisa genética
Cadastre-se
Sugestão/reclamação
Cadastre seu curriculum
ROL ANS 2016
CBHPM
Galeria de Fotos
Projeto Genoma
CID Doenças genéticas
Associações de apoio
Login



  .: Teste de Paternidade e Maternidade em DNA

Esclareça suas dúvidas sobre Teste de Paternidade e Maternidade em DNA:

1) Onde está localizado o DNA?

2) O que é o teste em DNA?

3) Quais são as vantagens do teste em DNA em relação aos testes antigos como o de HLA?

4) Se o DNA está presente em todas as células, podemos fazer os exames de determinação de paternidade através do fio de cabelo?

5) Qual é a exatidão do teste de paternidade em DNA?

6) Qual é a melhor metodologia para exame em DNA, a que utiliza sondas multi-locais ou as uni-locais?

7) Que controles de qualidade devem obrigatoriamente ser adotados pelos laboratórios que oferecem o teste?

8) Onde a análise propriamente dita será realizada?

9) As pessoas que usam medicamentos ou drogas podem fazer o exame em DNA?

10) É preciso fazer jejum antes de tirar o sangue para o exame?

11) A criança precisa ter uma idade mais adequada para se submeter ao teste?

12) O teste do DNA pode ser feito antes do nascimento da criança?

13) É possível realizar o teste se o suposto pai ou outros indivíduos importantes para o exame estiverem mortos ou não disponíveis para o exame?

14) É possível realizar o teste se a mãe estiver morta ou ausente?

15) Em quais situações devem-se tomar precauções extras antes ou após a realização do teste em DNA?

16) O teste em DNA é capaz de tirar a dúvida quando o suposto pai tiver irmão que possa ser o verdadeiro pai biológico?

17) Como um advogado deve elaborar os quesitos para arguir o laboratório que realizará os exames, caso necessário?

18) É obrigatório o laboratório apresentar junto ao laudo também fotografias das análises genéticas realizadas?

19) É possível guardar o material genético de um indivíduo para possível uso futuro deste DNA em teste de paternidade, mesmo após a sua morte?

20) É possível solicitar serviço de contraperícia e assistência técnica de perícia para qualquer uma das partes envolvidas, além do exame a ser realizado pelo perito do juízo?

O texto acima é um trecho extraído da obra
"Investigação de paternidade: manual prático do DNA", Editora Juruá, Curitiba, 1999.
Para informações sobre como adquirir a obra:
0800 41 6838

O autor é também membro titular e atual Presidente da Sociedade Brasileira de Genética Médica, membro do Projeto Genoma Humano (Human Genome Project - HUGO), professor de Medicina da PUC/PR, FEPAR e UNICENP e médico Geneticista dos Hospitais Nossa Senhora das Graças, Pequeno Príncipe e Evangélico, em Curitiba (PR).
Salmo Raskin é perito judicial para testes de determinação de paternidade em DNA, diretor do Centro de Aconselhamento e Laboratório Genetika, em Curitiba (PR), já tendo realizado sob sua responsabilidade mais de 30 mil exames de paternidade em DNA. [ Voltar ]